Algumas considerações sobre os cartões QSL

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page

QSL não é uma “ciência exata”. Você pode enviar o relatório mais bem elaborado do mundo para uma emissora e não receber nada. Enquanto o seu vizinho que pode até ter aprendido sobre o hobby com você, manda um relatório “meia-boca” e consegue o QSL.

Use IRCs para ajudar emissoras de países em que a situação não está tão boa. Podemos citar que, por exemplo, a Rádio Tirana-Albânia aceitaria muito bem os seus IRCs. Agora a Radio Valdereen International-Bélgica já não precisa tanto desse tipo de ajuda.  Pra ficarmos somente na esfera das emissoras internacionais a regra seria mais ou menos essa: “IRCs para países pobres. Países ricos não necessitam de postagem de retorno”. Obviamente há exceções. Não irei falar delas, pois imagino que seu interesse principal seja emissoras que transmitem programação para outros países.

Quanto a emissoras norte-americanas podemos dizer que as estações que transmitem em português para o Brasil e a grande maioria das que transmitem em espanhol não necessitam de IRCs. Estações com programação em inglês para a América do Norte que você reportar podem necessitar um IRC, como incentivo extra. Isso porque os programas delas não são orientados para cá. Mas, como já citei, não há regras definidas.

Sugiro que você observe no site do DX Clube do Brasil (www.ondascurtas.com) a coluna QSL*. Veja para que emissoras os dexistas costumam remeter IRCs. Há de se observar que alguns países não aceitam IRCs.

Envelopes auto-endereçados é uma opção válida para emissoras nacionais de ondas médias e curtas. Já usei isso no passado. Mais que o fato do valor da tarifa dos correios e o custo do envelope o que pesa mais é o fator psicológico. Eles DEVEM imaginar: “Se ele se dispôs a facilitar a nossa vida isso deve ser realmente importante para ele”.

Outro fator a se considerar: Se você reporta somente emissoras difíceis a sua possibilidade de receber as confirmações diminui, obviamente. É certo q QSLs difíceis tem “mais valor”.  Contudo o não recebimento de QSLs gerará em você um “desânimo” e isso pode lhe afastar dessa modalidade de “caça” QSLs que nosso hobby tem. Para combater isso  há uma receita simples: mande muitos relatórios para emissoras que sabidamente pagam QSL. Podemos incluir nessa relação a Deutsche Welle, Voz Cristiana, RAI-Itália, Radio Portugal, Radio Exterior de Espanha. Você pode até pensar: “mas isso tudo é fácil”. Sim, é, mas com o tempo seus cartões QSL se valorizarão muito. Possuo QSL da Radio Berlin Internacional, Radio. Iugoslávia, R. Paz e Progresso-URSS dentre outras. Tudo do tempo da guerra fria. Tudo isso não existe mais hoje e já foi muito fácil um dia.

Quanto à bibliografia em português, por favor, me remeta o seu endereço que lhe enviarei um boletim do DX Clube do Brasil. Há vários sites sobre o hobby em nosso idioma. Alguns desses links estão citados na nossa home page. Meu e-mail é dxcb@mandic.com.br.

Os endereços das emissoras são encontrados no World Radio and TV Handbook e Passport to World Band Radio. Esses livros podem ser encomendados pela Universal Radio (www.universal-radio.com) e pela Amazon (www.amazon.com) . Muitas e muitas pessoas já compraram essas publicações nesses sites.

Por Carlos Felipe da Silva

*Atualmente não há mais esta seção no site do clube

Deixe uma resposta