Follow Up

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page

Após enviarmos o relatório de recepção ficamos na espera do cartão QSL. Na maioria das vezes quando a espera se torna muito longa, é sinal que o cartão QSL não virá.

E agora, o que fazer? Primeiro, não entre em pânico, procure a cópia do relatório de recepção… se ela existir.

Muitas pessoas não tiram cópias do seu relatório. Isto é muito mau. Num momento destes, você pode ter sérias complicações para fazer o seu follow-up. Use cópias xerográficas preferencialmente. O problema das cópias feitas com papel carbono é que elas conservam os erros de datilografia.

Em posse da cópia basta escrever uma nova carta, falando que não recebeu a resposta “tão esperada” da emissora e solicita gentilmente o envio da mesma. Não estranhe ao receber resposta com o seguinte comentário: “…não recebemos a sua primeira carta…”. Afinal de contas, as cartas passam pelas mãos de muitas pessoas da emissora.

Você pode ter mais sucesso se ao escrever a sua carta endereçá-la a uma pessoa específica, ou seja, Diretor Geral, Gerente, etc. Assim, dificilmente o office-boy curioso irá abrir a sua carta.

A Coluna QSL costuma editar os nomes dos V/S´s dos QSL´s recebidos pelos sócios. Por isso é importante incluir o nome dos mesmos nas colaborações.

Um fator que pode comprometer o recebimento da confirmação é o endereço da emissora. As emissoras têm o péssimo costume de deixar de assinar a sua caixa postal e também costumam trocar de endereço. Por estes fatores, é conveniente ao colaborar com a Coluna QSL incluir o endereço postal da emissora, que está escrito no envelope timbrado.

Por que fazer um follow-up? É axiomático falar que existem emissoras que sintonizamos apenas uma vez na vida. Por estes e outros motivos é interessante verificá-la, não aguardando 5 ou 10 anos para ver se a mesma será sintonizada de novo. Para se fazer o 1o relatório se perde tempo e dinheiro. Considero mais simples fazer o follow-up que reportar mais uma vez a emissora.

Como a emissora se negou a responder a primeira carta o que pode garantir que ela irá responder a segunda? Simplesmente nada, é necessário que haja persistência. A algum tempo atrás, reportei a Rádio Clube de Varginha, 3245 kHz. Mandei um relatório de recepção e após 3 gloriosos follow-up´s recebi uma carta com o seguinte comentário: “Temos por finalidade (sic), acusar o recebimento de suas correspondências…” Receberam todas as minhas cartas. Persisti e ganhei a verificação. Não conheço muitas pessoas que conseguiram esta verificação.

Por: Carlos Felipe da Silva

Artigo publicado no boletim “Atividade DX” nº 102 (janeiro de 1993)

PROJETO MEMÓRIA DO DXCB

Colaboradores:

  • Antonio Geraldo Paim da Silva
  • Carlos Felipe da Silva
  • Dante Vanderlei Efrom
  • Itamar Nunes de Assis
  • Ivan Dias
  • José Carlos Cruz
  • Luciana Miura Sugawara Berka
  • Márcio Roberto Bertoldi
  • Mário Cesar Pinto Brignol
  • Samuel Cássio Martins
  • Valter Aguiar

Deixe uma resposta