Ouvindo estações de sinais horários

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page

Dentre as estações consideradas exóticas, as de sinais horários possivelmente são as mais ouvidas pelos dexistas. Aquela identificação característica de voz e código morse são inconfundíveis em meio aos ruídos característicos das bandas de radiodifusão.

Lamentavelmente, alguns governos questionam sua utilidade em meio a tantos recursos tecnológicos. Mas sabemos que ao sintonizarmos uma delas podemos aferir nossos relógios sem nenhuma margem de erro. Algumas décadas atras, os dexistas não sentiam tanto a falta destas estações aqui no Brasil, uma vez que a Rádio Relógio em 580 KHz na cidade do Rio de Janeiro informava minuto a minuto a hora certa e divulgava uma série de curiosidades.

Muitas pessoas ouviam o dia todo sua programação pois ela também operava em Ondas Tropicais. Hoje a Rádio Relógio se não me engano é de propriedade de um grupo religioso e sua programação perdeu toda a característica anterior e é até desconhecida da ampla maioria da população atual! Os amigos já devem ter notado que quando vamos aferir nossos relógio pelas emissoras em Ondas Medias e FM temos diferença de até 3 minutos de uma para a outra. Em FM ai então as diferenças são exageradas. Acho que tem muitos locutores em FM usando relógio Made in Paraguai, daqueles de 1,99!

Recentemente verificando uma listagem atual conseguida na Internet, comparei a mesma com uma da década de 70 e verifiquei que muitas desapareceram e outras surgiram.

Naquela época podia-se ouvir em 2500KHz a FFH desde Chevannes, na França. Na Inglaterra havia a emissão da MSF de Rugby, também em 2500KHz e nesta freqüência na Checoslováquia em Librice, a OMA. Havia uma estação também em 3170KHz em Podebrady.

A extinta RDA República Democrática da Alemanha, ou Alemanha comunista tinha uma emissão desde Nauen em 4525KHz com o prefixo DIZ.

A estação italiana IAM desde Roma que atualmente esta fora do ar em 5000KHz operava desde Torino com o prefixo IBF e confirmou muitos dexistas brasileiros.

Chequei durante alguns dias várias freqüências da lista retirada da Internet e pude constatar que muitas delas não conseguem chegar aqui em Minas Gerais ou apesar de constarem como ativas, podem estar fora do ar ou a propagação não estava boa nos horários que sintonizei as freqüências! Em 4996, 9996, e 14996 no minuto 09 e 39 de cada hora pude ouvir com bom sinal a RWM desde Moscou na Rússia. Ela inicia com uma serie de 3 V e 3 CQ de RWM mas não informa a hora nem em voz nem em código morse e se mantém na freqüência com um bip diferente da WWV. 
Há uma freqüência da XBA de Tacubaya, no México, em 6976,7 mas os caminhoneiros ocuparam há muitos anos aquela freqüência e qualquer emissão é sobremodulada sem dó nem piedade!

Desde o México, também há a estação XDP em Chapultepec, no minuto 54. Já a EBC em Cadiz na Espanha emite em 4998 nos minutos 25 e 45 de 0955 até 1055 UTC.

Para aqueles que têm dificuldades com estas estações sugiro começar pelas tradicionais que chegam bem aqui no Brasil.
2500KHz BPM China, ULW 4 Uzbequistão, VNG Austrália, WWV e WWVH USA e Hawai.

  • 3330KHz CHU Canada 
  • 3810KHz HD2IOA Equador
  • 5000KHz BPM China, BSF Taiwan, LOL 1 Argentina, WWV e WWVH, YVTO Venezuela
  • 7335KHz CHU Canada.
  • 10000KHz BPM China, LOL Argentina, WWV e WWVH 
  • 14670KHz CHU Canada.
  • 15000KHz BPM China, BSF Taiwan, RTA Rússia, WWV e WWVH
  • 6000KHz VNG Austrália 
  • 20000KHz WWV e WWVH.

Na Internet há páginas atualizadas com as freqüências e horários destas emissoras. Quem sabe você poderá escutá-las e conseguir uma confirmação. Estas estações são boas confirmadoras de informes. Não sabemos até quando elas estarão no ar, e um QSL de qualquer uma delas é sem dúvida uma jóia rara.

Não custa lembrar uma frase ouvida em um dos encontros do DXCB:

“ Todo dexista que se presa, afere seu relógio por uma Estação de Sinal Horário”

73’do amigo Wilson Rodrigues

Por Wilson Rodrigues

Iniciou seu gosto pelo rádio em 1957 quando a TV engatinhava no Brasil. Em 1992 conheceu o DXCB e desde então está no grupo interagindo com os amantes do rádio! No boletim Atividade DX, faz a coluna “Matutando!”, sempre com uma pitada de bom humor. Além disso, pesquisa e monta artesanalmente antenas para ondas médias de alto ganho!

Deixe uma resposta