Labre solicita logs de escuta de radioescuta na banda de 5 MHz

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page

Logs para LabreNa última quarta-feira a LABRE – Liga dos Amadores Brasileiros de Rádio Emissão – participou de uma reunião importante na ANATEL dentro do escopo das CBC – Comissões Brasileiras de Comunicações.

As CBCs auxiliam o governo brasileiro a tomar posições em fóruns internacionais de telecomunicações como a União Internacional  de Telecomunicações (UIT). A coordenação é da ANATEL e os grupos de trabalho são compostos por entidades setoriais, indústria e pesquisa.

Um dos itens que compõe a agenda da Conferência Mundial de Rádio de 2015 trata da atribuição em caráter secundário da banda dos 60 metros para o serviço de radioamador.

A LABRE conquistou a correlatoria deste item, o que contribuirá com a posição que o Brasil adotará na WRC.

Há também possibilidade de estruturarmos junto com a ANATEL um projeto de transmissões radioamadoras experimentais nos 60 metros antes de 2015.

A ANATEL porém está em ritmo bastante acelerado para estudar os diferentes itens da agenda, por isso precisamos urgente de LOGS DE RADIOESCUTA da faixa compreendida entre 5250 kHz e 5450 kHz.

A meta inicial é saber como está a ocupação deste segmento no Brasil, mesmo que neste momento por um período curto de tempo.

As escutas começarão hoje 07/09 (sexta-feira) e deverão seguir até o dia 11/09 (próxima terça-feira).

Aqueles que puderem colaborar, enviem os logs sem falta até o dia 12/09 (próxima quarta-feira), no formato que quiserem, de preferência em texto simples ou .xls para o e-mail do GDE/LABRE: contato@radioamadores.org

Nos dias subsequentes faremos a compilação destes dados, que serão apresentados na próxima reunião da CBC ainda neste mês. Os logs e outras informações servirão de subsídios para o projeto.

O log deve ser como habitual para o registro de radioescuta, comentando por exemplo qual idioma escutado, se o conteúdo remete a uma comunicação entre fazendeiros, se de natureza militar, se utilitários, se estações portáteis, a provável localização, horário UTC, etc.

Modos digitais, mesmo que desconhecidos, deverão ser registrados. Se nada for escutado, também relatem isso. Seria interessante recebermos relatórios de todas as regiões do Brasil e que as escutas possam cobrir os períodos noturno e diurno.

Não é necessário que o radioescuta seja também radioamador.

Caso deseje, o nome do escuta poderá não ser citado nos trabalhos, mantendo a confidencialidade do informante. Apenas comente sobre isso no e-mail de envio do log.

Não estranhem se escutarem radioamadores do exterior neste espectro. A faixa está passando por testes em vários países e mesmo no Brasil já ocorreram emissões pontuais.

Tentaremos agora criar um programa de mais longa execução, em parceria com a ANATEL e em sintonia com as experiências das demais associações IARU, a União internacional de Radioamadorismo.

via Flávio Archanelo PY2ZX 

Deixe uma resposta