Novos horários

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someonePrint this page

– No dia 27 de março inicia um novo período radial, que é quando algumas emissoras internacionais aproveitam para trocar de frequências e horários. A Rádio Romênia Internacional é uma das emissoras que já anunciou seus novos horários e frequências para suas transmissões em espanhol. Papel e lápis para anotar o novo esquema. Às 1900, no TU, transmitirá em 11850 e 13800 kHz; às 2100, no TU, a RRI poderá ser captada em 13810 e 17745 kHz; já às 2300, no TU, poderá ser monitorada em 9760, 11700, 11800 e 13730 kHz.

– Ainda sobre a Rádio Romênia, José Moacir Portera de Melo, de Pontes e Lacerda (MT), destaca que a emissora ainda não teve o seu orçamento aprovado. Ou seja, falta dinheiro para a emissora enviar os cartões de confirmação QSLs a seus ouvintes.

– Recordamos que a Rádio Difusão Argentina ao Exterior – RAE está fora do ar, nos últimos dias, nas ondas curtas. A emissora estatal da Argentina está agilizando os devidos reparos em seu parque transmissor.

– Em Fronteiras (PI), Ian José da Silva tem captado, com sinal muito fraco, a transmissão em espanhol da Rádio Taiwan Internacional que vai ao ar em 11530 kHz, entre 0000 e 0100, no TU.

– A Rádio do Observatório Nacional, do Rio de Janeiro (RJ), está irradiando seu sinal em 10010 kHz, durante algumas ocasiões. Ou seja, continua com seu transmissor desregulado.

– A KBS World Radio, da Coréia do Sul, pode ser facilmente captada emitindo em espanhol aqui na América do Sul. A emissora transmite entre 0100 e 0200, no TU, em 9605 kHz. Utiliza, para tanto, um retransmissor localizado nos Estados Unidos.

– Em São José (PB), Lenildo da Silva tem captado diversas emissoras na faixa de 60 metros, a partir da tarde brasileira. São elas: Rádio Congonhas, de Congonhas (MG), em 4775 kHz; Rádio Clube do Pará, de Belém (PA), em 4885 kHz; Rádio Novo Tempo, de Campo Grande (MS), em 4895 kHz; Rádio Relógio, do Rio de Janeiro (RJ), em 4905 kHz; Rádio Nacional de Angola, em 4950 kHz e Rádio Brasil Central, de Goiânia (GO), em 4985 kHz. Parabéns ao Lenildo por esta excelente monitoria das ondas curtas!

– Alguns colegas radioescutas têm notado, nos últimos dias, a ausência da Rádio Bandeirantes, de São Paulo (SP), em duas de suas frequências de ondas curtas. Em Samambaia (DF),  Wesley Moreira não tem conseguido captar a estação paulistana em 6090 e 11925 kHz.

Começou a ouvir rádio ainda garoto e nunca mais se desligou dele. Na década de 1980 descobriu as emissões internacionais em ondas curtas. Trabalhou nas rádios Felusp FM e Gaúcha de Porto Alegre. É autor do livro O que é o Rádio em Ondas Curtas e participa de programas de ondas curtas das rádios Aparecida, Transmundial e Caros Ouvintes. –

Deixe uma resposta